Cálcio Iônico

exame-categoria-bioquimicos-outros-laboratorio-veterinario-vetex

Amostra: soro.

Recipiente: tubo sem anticoagulante (tampa vermelha) hermeticamente fechado e sem ar (tubo com vácuo), para manter a condição anaeróbica. Não abrir o tubo em nenhum momento.

Conservação: refrigerado (2 a 8 °C) até 4 dias.

Indicações: aproximadamente 50% do cálcio no sangue se apresenta na forma livre (ionizada), sendo a forma fisiologicamente ativa. O restante está ligado a proteínas (40%) e a outros ânions como fosfato, citrato, lactato… (10%). Portanto o iCa constitui um parâmetro mais representativo do equilíbrio de cálcio no organismo quando comparado com o cálcio total, sofrendo menos influência da concentração de proteínas plasmáticas. A determinação de iCa é indicada nas situações de hiperproteinemia ou hipoproteinemia, desequilíbrios ácidobásicos, doença renal e hiperparatireoidismo. Aumento do iCa ocorre em acidose, hiperparatireoidismo, hipervitaminose D e A, insuficiência renal crônica, hipertireoisdismo, hipoadrenocorticismo, neoplasias. Diminuição do iCa ocorre em alcalose, hipoparatireoidismo, deficiência de vitamina D, má absorção intestinal, nefropatias, osteomalácia…

Observações:

1. Resfriar a amostra imediatamente após a formação do coágulo e não abrir o tubo em nenhum momento. Enviar resfriado ao laboratório.

2. Manipulação excessiva da amostra, perda da condição anaeróbica de armazenamento e a coleta (garrote excessivo) podem interferir no pH e alterar as concentrações de iCa.



Fale Conosco whatsapp