Reação Cruzada

hemograma-exame-categoria-hematologia-laboratorio-veterinario-vetex

Amostra: sangue total (do doador e do receptor).

Recipiente: tubo com EDTA (tampa roxa).
A amostra do doador pode ser sangue com EDTA ou o sangue armazenado com anticoagulante da própria bolsa de transfusão.

Conservação: refrigerado (2 a 8 °C) até 48 horas.

Indicações: também chamada de teste de compatibilidade, tem como principal objetivo evitar reações transfusionais imunomediadas agudas. Identifica a presença de anticorpos no sangue do receptor contra as hemácias do doador (prova maior/prova principal/reação cruzada maior). Também é possível identificar anticorpos presentes no sangue do doador contra as hemácias do receptor (prova menor/reação cruzada menor), sendo esta com menor relevância clínica pois o volume de plasma do doador é pequeno, principalmente no concentrado de hemácias, e os anticorpos encontram-se muito diluídos nos receptores. A técnica é baseada na identificação in vitro de hemólise ou hemaglutinação.

Observações:

1 – Este teste não identifica os antígenos de superfície das hemácias (tipo sanguíneo). Também não é capaz de identificar possível sensibilização ou reações hemolíticas tardias.

2 – Animais com anemia hemolítica imunomediada podem interferir no teste devido à autoaglutinação, impossibilitando verificar a compatibilidade.

2 – Não identifica reações de hipersensibilidade contra proteínas, plaquetas ou leucócitos presentes no sangue do doador.

3 – Quantidades muito pequenas de anticorpos podem estar abaixo do limite de detecção (sensibilidade) do teste.

Sem respostas

Sorry, the comment form is closed at this time.